+ Notícias >> MATHIEU AMALRIC apresenta BARBARA no LEFFEST

MATHIEU AMALRIC apresenta BARBARA no LEFFEST

MATHIEU AMALRIC apresenta BARBARA no LEFFEST

O realizador e actor francês é um dos convidados do Lisbon & Sintra Film Festival, e virá apresentar a antestreia de BARBARA, o seu novo filme. BARBARA será exibido no dia 21 de Novembro no Espaço Nimas, às 21h45, e no dia seguinte no cinema NOS Amoreiras, às 21h30. MATHIEU AMALRIC estará presente nas duas sessões, e os bilhetes já estão à venda.

Em BARBARA, uma actriz, Brigitte, irá interpretar num filme a icónica cantora francesa. Brigitte trabalha a personagem de Barbara: a sua voz, as músicas e as canções, a imitação dos gestos, as falas. As coisas prosseguem. A personagem vai crescendo dentro dela. Começa mesmo a invadi-la. Yves, o realizador – interpretado por MATHIEU AMALRIC – também vai trabalhando, através de encontros, imagens de arquivo, a música. Parece inspirado por ela… Mas por quem? Pela actriz ou por Barbara?

BARBARA foi o filme de abertura da secção Un Certain Regard da última edição do Festival de Cannes, e venceu o Prémio de Poesia Narrativa. A estreia nas salas de cinema nacionais está marcada para 4 de Janeiro, e pode saber mais sobre o filme aqui.

MATHIEU AMALRIC iniciou a sua carreira na realização na década de 1980, com a curta “Marre de café”, e seguiu-se “Sans Rires” (1991). Nesta altura, conheceu Arnaud Desplechin, que lhe ofereceu, anos mais tarde, um papel em “Comment je me suis disputé…(ma vie sexuelle)”, filme que lhe valeu o César de Melhor Actor Revelação em 1997. No mesmo ano, realiza a sua primeira longa-metragem autobiográfica, “Mange ta soupe”. Em 2004, volta a trabalhar com Arnaud Desplechin, no filme “Rois et Reine”, pelo qual recebeu o César de Melhor Actor. Cobiçado também pelo cinema americano, participou em “Munique” de Steven Spielberg, “O Escafandro e a Borboleta” de Julian Schnabel, “Quantum of Solace” de Marc Forster e, mais recentemente, em “The Grand Budapest Hotel” de Wes Anderson. Regressou à realização em 2010 com “Tournée”, e foi distinguido com o Prémio de Melhor Realização no Festival de Cannes. Em 2014 realizou “O Quarto Azul”, uma adaptação do romance de Georges Simenon, apresentado na secção Un Certain Regard no Festival de Cannes. Mais recentemente, participou em “Três Recordações da Minha Juventude”, de Arnaud Desplechin, protagonizou “Até Nunca”, um filme de Benoît Jacquot que adapta a obra The Body Artist de Don DeLillo, participou em “Le secret de la chambre noire”, de Kiyoshi Kurosawa e protagonizou o mais recente filme de Arnaud Desplechin, “Les fantômes d'Ismaël”.

13-11-2017

Mais informação [+]

RSS

+ Comprar

DVDs

?
Se ainda não está registado, faça agora o seu registo.

+ Newsletter

Subscreva aqui a
Newsletter


+ Pub

+ Pesquisa


+ Siga-nos em

f f f f f