+ Notícias >> 68ª FESTIVAL DE CINEMA DE BERLIM 2018: novos filmes adquiridos pela LEOPARDO FILMES

68ª FESTIVAL DE CINEMA DE BERLIM 2018: novos filmes adquiridos pela LEOPARDO FILMES

68ª FESTIVAL DE CINEMA DE BERLIM 2018: novos filmes adquiridos pela LEOPARDO FILMES

Com o Festival de Berlim a decorrer, a Leopardo Filmes anuncia a distribuição em Portugal de dois títulos da Competição: TRANSIT, um filme de CHRISTIAN PETZOLD, e DOVLATOV, um filme de ALEKSEY GERMAN.

Do cineasta alemão que recebeu o Urso de Ouro de Realização no Festival de Berlim em 2012, CHRISTIAN PETZOLD regressa a Berlim com TRANSIT, recebido calorosamente pela imprensa.

"Um retrato sobre refugiados que empilha artifício por cima de artifício para de alguma forma chegar a um lugar de acuidade emocional penetrante, esta adaptação do romance de Anna Seghers de 1942 é arriscada de uma forma limitadora e aguda na forma como despe a sua história - sobre um sobrevivente do campo de concentração alemão que procura passagem para a América do Norte na França Nazi - de quaisquer ornamentos externos de época, deslocando-se assim para um presente liminar e queimado pelo sol."
GUY LODGE, VARIETY

"Transit abraça precisamente a 'suspensão da descrença' ao instalar o romance que parece traçado pelo destino entre Franz Rogowski e Paula Beer, numa lógica narrativa que parece herdada do grande cinema de Hollywood. Há, realmente, qualquer coisa de Casablanca aqui - mas de um Casablanca onde a esperança optimista no triunfo da justiça é substituída pelo brutal pragmatismo de gente que aprende a viver sem esperança, consciente que mesmo a diferença que possam fazer é algo de mínimo e quase inútil no absurdo que os rodeia."
JORGE MOURINHA, PÚBLICO

................................................................................................................................

DOVLATOV, a nova longa-metragem de ALEKSEY GERMAN, explora o bloqueio de escritor do poeta Serguei Dovlatov, um dos grandes nomes da literatura russa do século XX.

"Ambientado na Leninegrado (hoje São Petersburgo) de 1971, Dovlatov alinha entrevistas kafkianas a operários da construção naval fingindo serem os grandes escritores russos, visões surreais de esqueletos infantis descobertos durante uma escavação de metropolitano e sonhos com Brejnev, Fidel e piñas coladas."
JORGE MOURINHA, PÚBLICO

"O filme inteiro desenrola-se na duração de seis dias frios, nevosos e brancos em Leningrad em Novembro 1971, quando um amplo leque de escritores e artistas Russos no passado e presente são evocados como testemunhas para a história que é contada. Dovlatov, que sabemos que será, em última instância, forçado a emigrar para Nova Iorque, flutua por salões literários e editoras na sua procura por uma maneira de se expressar sem comprometer a sua integridade enquanto escritor. Tudo se prova uma tarefa desesperada."
DEBORAH YOUNG, THE HOLLYWOOD REPORTER

A 68ª edição do Festival de Berlim termina no próximo Domingo, dia 25 de Fevereiro.

20-02-2018

RSS

+ Comprar

DVDs

?
Se ainda não está registado, faça agora o seu registo.

+ Newsletter

Subscreva aqui a
Newsletter


+ Pub

+ Pesquisa


+ Siga-nos em

f f f f f