Mailing list
Catálogo

Lisbon Story - Viagem a Lisboa Lisbon Story

Um filme de Wim Wenders com Patrick Bauchau, Patrick Bauchau, Madredeus

Debaixo de um monte de cartas está um lacónico, porém imperativo, telegrama: o engenheiro de som Philip Winter tem que viajar até Lisboa para ajudar o seu amigo Friedrich Monroe, que está a rodar um filme naquela cidade.


Com um pé engessado, Winter atravessa a Europa de norte a sul até chegar à capital portuguesa, só que já é um pouco tarde demais: Friedrich desapareceu. Na grande casa onde vivia, o realizador não deixou mais do que uma película inacabada, imagens sem som recolhidas nas ruas de Lisboa com uma velha câmera de filmar, como a de Buster Keaton em "The Cameraman".


Pacientemente, Winter decide pôr o som nas imagens: encantado com a cidade, deambula pelas ruas de microfone na mão, atrás das filmagens do amigo. Entretanto conhece os Madredeus e a sua bela cantora, Teresa, a que Winter não fica indiferente. O grupo tinha alojado o cineasta e, antes deste partir, tinha mesmo chegado a compor a música para o seu filme. Winter trava ainda conhecimento com o realizador Manoel de Oliveira com quem fala de Deus, da arte e do cinema. Só que de Friedrich, nem rasto. Talvez se tenha aventurado por bairros mal afamados. Pelo menos é isso que Winter acaba por pensar quando um ladrão foge com o seu dinheiro.


1994 | Portugal | M/12 | 1h 40min | Drama, Música | Longa-metragem

Actores e ficha técnica

RÜDIGER VOGLER

PATRICK BAUCHAU
MADREDEUS
MANOEL DE OLIVEIRA


Realizador: Wim Wenders
Argumento: Wim Wender
Fotografia: Lisa Rinzle
Produção: Paulo Branco
Música: Madredeus
Produtora: Madragoa Filmes, Road Movies Filmproduktion, Wim Wenders Stiftung

Biografia do realizador

Wim Wenders é um realizador que, juntamente com Rainer Werner Fassbinder e Werner Herzog, foi um dos principais autores do Novo Cinema Alemão dos anos setenta. Foi com o filme O Amigo Americano (1977) que Wim Wenders conquistou reconhecimento internacional, sendo nomeado para a Palma de Ouro, que veio a vencer com Paris, Texas (1984). O seu filme de 1987, As Asas do Desejo, trouxe-lhe o prémio de Melhor Realizador em Cannes e tornou-se no seu maior sucesso. Em 1993 recebeu o Grande Prémio do Júri também no festival francês, com o filme Tão Perto, Tão Longe. Desde 1990, Wenders descreve-se como um cineasta da não ficção, realizando vários documentários aclamados pelo público, Buena Vista Social Club (1999) e Pina (2011), ambos nomeados para os Óscares. Wim Wenders foi homenageado no LEFFEST’15 com uma retrospectiva integral da sua obra, onde apresentou também, no âmbito do festival, a exposição fotográfica “À luz do dia até os sons brilham - Wim Wenders à descoberta de Portugal”.

Subscreva a nossa newsletterr

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.