Mailing list
Catálogo

Movimento em Falso Falsche Bewegung

Um filme de Wim Wenders com Rüdiger Vogler, Hanna Schygulla, Ivan Desny, Marianne Hoppe, Hans Christian Blech

Uma cidade no norte da Alemanha, Bonn, um palácio ao longo do Reno, a periferia de Frankfurt e, finalmente, a montanha Zugspitze – são estes os lugares da viagem que o jovem Wilhelm Meister inicia, na esperança de salvar-se da irritabilidade e do desânimo que o atormentam na sua cidade natal. Em lugares desconhecidos, pensa que será capaz de fazer o que sempre quis – colocar em prática a vontade incontrolável de escrever. Ele quer tornar-se um autor. Com a viagem, que conta com o apoio da sua mãe, Wilhelm espera ampliar os seus horizontes e, acima de tudo, encontrar-se. O filme conta com argumento de Peter Handke e Wim Wenders, a partir da obra de Goethe, “Os Anos de Aprendizagem de Wilhelm Meister”.

1975 | Alemanha | M/12 | 1h 43min | Drama | Longa-metragem

Festivais e prémios

German Film Awards – Melhor Realização, Melhor Argumento, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Música e Melhor Elenco

Festival de Cinema de Locarno
Festival Internacional de Cinema de Roterdão

Actores e ficha técnica

Rüdiger Vogler

Hanna Schygulla
Ivan Desny
Marianne Hoppe
Hans Christian Blech
Nastassja Kinski
Peter Kern


Realização - Wim Wenders
Argumento - Peter Handke e Wim Wenders, a partir da obra de Goethe, “Wilhelm Meister’s Apprenticeship”
Director de Fotografia - Robby Müller, Martin Schäfer
Montagem - Peter Przygodda; Barbara von Weitershausen
Música - Jürgen Knieper

Biografia do realizador

Wim Wenders realizou o seu primeiro filme em 1971. Em 1974, 1975 e 1976, realizou uma trilogia de Road Movies, composta por Alice Nas Cidades, MOVIMENTO EM FALSO e Ao Correr do Tempo. Na década de 1980, realizou obras de referência como O Estado das Coisas, Paris, Texas, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes ou As Asas do Desejo. Em 1999, foi nomeado para o Óscar de Melhor Documentário com Buena Vista Social Club. Mais recentemente realizou filmes como Pina (2011) ou Os Belos Dias de Aranjuez (2016). 

Subscreva a nossa newsletterr

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.