Mailing list
DVD

Todos os Sonhos do Mundo (Tous les rêves du monde) Edição Francesa Tous les rêves du monde

Um filme de Laurence Ferreira Barbosa com Paméla Constantino Ramos, Rosa da Costa, Antonio Torres Lima, Mélanie Pereira, Lola Vieira, Alexandre Prince, David Murgia

Paméla é uma jovem portuguesa da segunda geração, nascida em França. No emaranhado das suas contradições, dos seus insucessos e do amor absoluto pela sua família, sente-se perdida e parece estar incapacitada de imaginar como poderia viver a sua vida... Sobretudo porque só gosta de tocar piano e patinar no gelo. Vai, contudo, desbravar o seu próprio caminho entre França e Portugal.

DVD 9: DUAL LAYER / PAL  |  Formato 1.85:1 | Cor  |  5.1 Dolby Digital

Língua original: Francês Legendas: Português, Inglês, Francês Disponível Adicionar ao carrinho
2017 | França, Portugal | M/12 | Drama | Longa-metragem

Crítica

«O regresso da realizadora à ficção com Todos os sonhos do mundo mostra uma verdadeira delicadeza tanto na escrita como na interpretação (a jovem heroína Pamela Ramos, notável).»

Cahiers du Cinéma

«Laurence Ferreira Barbosa assina um belo filme, simples e radiante, oferecendo ao cinema o rosto de uma jovem actriz muito promissora (Paméla Ramos).»

Positif

«Este filme de uma grande doçura conta a história de um jovem rapariga de 18 anos, que procura uma vida melhor. A inteligência do filme vem do facto de não existir uma revolta desta rapariga que ama demasiado os pais para fazer isso. É uma mudança mais inte»

Transfuge

«Laurence Ferreira Barbosa é sempre discreta e sempre marcante. Um olhar justo e sensível»

Le Figaro

«Esta dimensão de ‘estranhos estrangeiros’ é o encanto deste vai-e-vem flutuante, modesto e emocionante entre dois países.»

Télérama

«O regresso de Laurence Ferreira Barbosa, que segue com delicadeza a emancipação de uma adolescente com pais de origem portuguesa.»

Libération

«Um retrato delicado de uma jovem rapariga à procura da sua identidade e personalidade, e um mergulho no meio de uma comunidade portuguesa livre de clichés. Portugal é filmado aqui como nunca, magnífico e ao mesmo tempo distante dos postais habituais.»

L’Express

Actores e ficha técnica

Paméla Constantino Ramos

Rosa da Costa
Antonio Torres Lima
Mélanie Pereira
Lola Vieira
Alexandre Prince
David Murgia


Realização - Laurence Ferreira Barbosa
Argumento - LAURENCE FERREIRA BARBOSA e GUILLAUME ANDRÉ
Direcção de Fotografia - Renaud Personnaz
Montagem - Marie da Costa
Som - FRANCISCO VELOSO e BENJAMIN LAURENT
Música - NOISERV
Assistente de Realização - Carlos Parsotam
Design de Produção - MATHIEU LAZARE FROMENTEZE e MARTA DO VALE
Guarda Roupa - HÉLÈNE PATAROT
Produtor - Paulo Branco
Direcção de Produção - ANA PINHÃO MOURA e DANIELA LEITÃO
Chefe de Produção - THIERRY CRETAGNE
Coordenador de Pós-Produção - RAOUL PERUZZI
uma co-produção - ALFAMA FILMS PRODUCTION e LEOPARDO FILMES
com a participação - CENTRE NATIONAL DU CINÉMA ET DE L’IMAGE ANIMÉE , INSTITUTO DO CINEMA E DO AUDIOVISUAL e RTP - RADIO E TELEVISÃO DE PORTUGAL
em associação com - CINÉVENTURE 2
com o apoio - FONDS IMAGES DE LA DIVERSITÉ, CINÉMAGE 11 DÉVELOPPEMENT, CÂMARA MUNICIPAL DE BOTICAS e CÂMARA MUNICIPAL DE MONTALEGRE


Vendas internacionais e festivais: Alfama Films


Biografia da Realizadora

Depois de terminar o curso de cinema na universidade Paris VIII, e graças ao GREC (Groupement de Recherche et d’essais Cinématographiques), Laurence Ferreira Barbosa iniciou a sua carreira no cinema em 1982, com a curta-metragem Paris-Ficelle, bastante bem-recebida e com a qual obteve o prémio especial do júri no Festival de Belfort.

 
Seguiram-se duas outras curtas-metragens, igualmente premiadas, Adèle Frelon est-elle là?, Grande Prémio no Festival de Clermont-Ferrand, seguida por Sur les talus, nomeada para os Césares em 1987. Paralelamente, foi assistente de realização de Laurent Perrin e Michèle Rosier.
 
Em 1993, realizou a sua primeira-longa metragem, As Pessoas Normais Não Têm Nada de Especial (Les gens normaux n’ont rien d’exceptionnel), retrato emotivo e divertido de uma jovem depressiva, internada num hospital psiquiátrico. Esta primeira obra, produzida por Paulo Branco, conquistou a crítica e o público, e revelou uma jovem actriz, Valeria Bruni-Tedeschi, que partilhou o protagonismo com Melvil Poupaud, e que com este filme recebeu o César para Melhor Esperança Feminina. Este filme esteve em Competição no Festival de Locarno, estreou com sucesso em vários países e obteve vários prémios.
 
No ano seguinte, foi convidada pela ARTE para realizar um dos volumes da série Tous les garçons et les filles de leur âge, com o qual ganhou o prémio do Público no Festival de Belford. E se a questão da relação com a norma já era o tema central da sua primeira longa-metragem, regressa a ele na segunda, Detesto o Amor (J’ai horreur de l’amour), de 1997, também pela mão de Paulo Branco, filme com o qual ganhou o prémio do melhor filme revelação francês, no Festival de Cannes. A personagem central é protagonizada por Jeanne Balibar, uma médica perturbada por dois pacientes, um hipocondríaco e outro seropositivo.
 
De seguida, e com o mesmo produtor, lançou-se num projecto mais ambicioso, a sua terceira longa-metragem, La Vie moderne (2000), no qual segue, em paralelo, o destino de três personagens em crise, um deles protagonizado por Isabelle Huppert.
 
Depois de em 2001, ter realizado mais um telefilme para a ARTE, Motus, em 2004 realiza uma adaptação do romance do americano Westlake, Ordo, protagonizada por Marie-Josée Croze, no papel de uma actriz misteriosa. Integralmente filmada em Portugal, esta obra foi selecionada para a Competição do Festival de Locarno.
 
Quatro anos mais tarde, regressa com Ou Morro, ou Fico Melhor (Soit je meurs, soit je vais mieux), uma crónica sobre a adolescência que explora os limites entre a realidade e a fantasia, selecionado para o Festival de Londres e para o Festival de Moscovo.
 
Laurence Ferreira Barbosa é igualmente co-autora do documentário português Volta à Terra (2014), de João Pedro Plácido, vencedor do Prémio de Melhor Longa-metragem, Portuguesa no Doclisboa, e selecionado e premiado em dezenas de festivais internacionais de cinema.


Filmografia selecionada:


TODOS OS SONHOS DO MUNDO (2017)
Com: Paméla Constantino Ramos, Rosa da Costa, António Torres Lima, Mélanie Pereira, Lola Vieira, Alexandre Prince, David Murgia
 
OU MORRO, OU FICO MELHOR/ SOIT JE MEURS, SOIT JE VAIS MIEUX (2008)
Com: Florence Thomassin, François Civil
Festivais e Prémios: Festival de Londres 2008 – Selecção Oficial
Festival de Moscovo 2009 – Selecção Oficial
 
ORDO (2004)
Com: Roschdy Zem, Marie-José Croze, Marie-France Pisier
Festivais e Prémios: Festival de Locarno 2004 - Competição
 
LA VIE MODERNE (1999)
Com:  Isabelle  Huppert,  Frédéric  Pierrot,  Lolita  Chammah,  Juliette  Andréa,  Jean-Pierre  Gos,  Robert Kramer, Aurélien Recoing
Festivais e Prémios: Torino International Festival of Young Cinema 2000 – Nomeação para o Prémio Cidade de Torino
 
DETESTO O AMOR/ J’AI HORREUR DE L’AMOUR (1997)
Com : Jeanne Balibar, Jean-Quentin Châtelain, Laurent Lucas, Bruno Lochet, Alexandra London, Eric Savin, Luc Moullet
Festivais e Prémios:
Festival de Cannes 1997 – Prémio Melhor Filme-Revelação Francês
 
AS PESSOAS NORMAIS NÃO TÊM NADA DE EXTRAORDINÁRIO/ LES GENS NORMAUX N’ONT RIEN D’EXCEPTIONNEL (1993)
Com: Valéria Bruni-Tedeschi, Melvil Poupaud, Marc Citti, Claire Laroche, Frédéric Diefenthal
Festivais e Prémios:
Festival de Locarno 1993 – Competição; Menção Especial do Júri Ecuménico
Césares 1994 – Vencedor do César para Melhor Esperança Feminina, nomeado para os Césars de Melhor Primeira Obra e Melhor Esperança Masculina
Prémio Geroges-Sadoul 1993
Prémio Cyril Collard 1993
Prémio Glaces Gervais 1994

DVD 9: DUAL LAYER / PAL  |  Formato 1.85:1 | Cor  |  5.1 Dolby Digital

Língua original: Francês Legendas: Português, Inglês, Francês Disponível Adicionar ao carrinho

Subscreva a nossa newsletterr

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.