Mailing list

Notícia

Notícia

LEFFEST’19: O quer ver no primeiro fim-de-semana

São mais de cem filmes - onze deles na Selecção Oficial, em Competição para ver nos dez dias que preenchem mais uma edição do LEFFEST, que se divide entre dois concelhos, em cinco espaços: Espaço Nimas, Teatro Tivoli BBVA e Sala Fernando Lopes da Universidade Lusófona, em Lisboa, Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, e Palácio Nacional de Queluz.


Oito grandes nomes reservados à secção de Homenagens e Retrospectivas, que arranca com a Homenagem a Christian Petzold, no Espaço Nimas, dando início à 13ª edição do festival, esta sexta-feira, dia 15: às 19h exibe-se o filme Wolfsburg, numa sessão que conta com a presença  do realizador. Logo de seguida, às 21h30, a Sessão Oficial de Abertura do festival, com o novo filme de Ken Loach, Passámos por Cá.   


O Simpósio Internacional Resistências, com curadoria de Juan Branco, é o grande destaque do primeiro fim-de-semana: dias 16 e 17 de Novembro, criam-se, no Centro Cultural Olga Cadaval e no Teatro Tivoli, espaços de reflexão e discussão. Debates, palestras e exibição de filmes que contam com a participação de activistas, políticos, artistas, realizadores, entre os quais Rafael Correa, ex-presidente do Equador, que concedeu asilo a Julian Assange na Embaixada de Londres; Luigi de Magistris, presidente da Câmara de Nápoles; Maxime Nicolle, activista e representante do Movimento dos Coletes Amarelos, cuja luta começou há precisamente dois anos; o filósofo Mehdi Belhaj Kacem; o palestiniano Omar Barghouti, co-fundador do movimento Boycott, Divestment and Sanctions (BDS); o activista e fundador do movimento de software livre, Richard Stallman, entre muitos outros destaques, nomeadamente a exibição do filme de Costa-Gavras, Comportem-se Como Adultos, adaptação da obra biográfica de Yanis Varoufakis.   


O filme Marighella, de Wagner Moura, ainda sem data de estreia no Brasil, será exibido no âmbito do Simpósio Resistências, numa sessão que contará com a sua presença, e do argumentista Felipe Braga; às 21h, no Teatro Tivoli.   


A música desempenha um papel proeminente nesta 13ª edição do LEFFEST, que conta com dois concertos no primeiro fim-de-semana: domingo, 17 de Novembro, terá lugar, às 19h, um concerto da aclamada pianista Maria João Pires, seguido de conversa. Nesse mesmo dia, às 17h,  terá lugar um filme-concerto com os Mão Morta, na exibição da obra-prima do cinema soviético A Casa na Praça Trúbnaia, de Boris Barnet (exibe-se, ainda nesse dia, o filme Mutantes S.21, de João Sá, com a presença de Adolfo Luxúria Canibal e outros elementos dos Mão Morta).     


Entre as restantes novidades, salienta-se a presença do realizador Stephen Frears, o concerto de Teresa Salgueiro, dedicado a Wim Wenders (também presente no festival para, entre outras coisas, apresentar a versão restaurada do filme Lisbon Story – Viagem a Lisboa, que faz 25 anos), que marcará a Cerimónia de Entrega de Prémios, e a peça de teatro Hiroshima Mon Amour, de Marguerite Duras, com Fanny Ardant e voz de Gerard Depardieu.     


Mais informação no site oficial do LEFFEST.

Subscreva a nossa newsletterr

Este website usa Cookies. Ao navegar neste website está a concordar com a nossa Política de Cookies.